18.2.15

Patologias em Allosaurus

Exemplar SMA 0005 em exposição no Saurienmuseum Aathal, na Suíça

Análises de paleopatologias em dinossáurios são talvez dos estudos paleontológicos que permitem um melhor conhecimento sobre a dinâmica e estilos de vida das populações destes animais. Têm a particularidade de nos transportar no tempo e possibilitam-nos acompanhar os indivíduos ao longo da sua história de vida e, em alguns casos, determinar possíveis causas da sua morte.

Actualmente são conhecidos vários estudos sobre esta temática, os quais têm permitido identificar diferentes tipos de lesões e doenças, entre as quais as mais abundantes, ou mais facilmente reconhecidas, são as fracturas e marcas de depredação mas têm sido também reportadas evidências de tumores, de malformações e de diferentes tipos de infecções microbianas. Recentemente foi publicado um novo trabalho que analisa um conjunto de patologias num esqueleto de Allosaurus proveniente da Formação de Morrison em Wyoming, EUA. Este exemplar, conhecido como “Big Al Two” encontra-se em exposição no Saurienmuseum Aathal, na Suíça.



Neste exemplar, foram identificadas múltiplas patologias em diferentes partes do esqueleto, nomeadamente no crânio, em diversas partes da série axial, nos membros anteriores, na cintura pélvica e nas extremidades posteriores. Em alguns destes elementos foram realizados CT scans e raios X de forma a analisar a estrutura interna das zonas patológicas. Os elementos patológicos identificados são interpretados como resultantes de fracturas e infecções traumáticas, devidas a desenvolvimento anormal ou de origem idiopática. Este trabalho realça ainda a importância de uma análise cuidada aquando da identificação sistemática de elementos osteológicos isolados de forma a excluir a existência de possíveis patologias. Este ponto decorre da morfologia do dentário, a qual apresenta algumas semelhanças com os espinossaurídeos e, uma vez que não apresenta indicações directas de patologia, como referem os autores, se este elemento tivesse sido encontrado isolado provavelmente não teria sido identificado a Allosaurus

----------------
Referências: